Blog

Crescer por meio de parcerias é um dos caminhos.

Crescer por meio de parcerias é um dos caminhos.

As práticas que 2020 testou e aprimorou, uma dela pelo menos, é estabelecer relações humanas não presenciais de qualidade, justamente porque finalmente entendemos que não conseguimos estar em todos os lugares ao mesmo tempo, principalmente quando fechados em casa.

Com a tecnologia podemos estabelecer novos negócios à distância, inclusive em outros países, e contar com parceiros que nos dão suporte, in loco, nos beneficiando de suas habilidades especializadas, com valores e diretrizes que estejam bem afinados com os da empresa, permitindo um bom relacionamento e com resultados promissores.

Por exemplo, umas das possibilidades de parcerias é colaboração para desenvolvimento de projetos, isto permite que certas habilidades sejam acionadas conforme a necessidade da estratégia, o que torna a execução dos projetos ainda mais eficiente ao unir diferentes competências e especialidades.

Parcerias que agregam.

Entre outros aspectos que as parcerias agregam, temos as demais seguintes vantagens:

  • Expansão do alcance geográfico – Acesso a mercados que estão fora da área de abrangência do empreendimento sem a necessidade de montar uma infraestrutura, além de capital para prospectar e enfrentar novos concorrentes. A empresa parceira já fez isso por você;
  • Potencialização de novos clientes – Seja por acesso a carteira de clientes existente em cada empresa ou por meio de prospecção, adicionando o mercado do parceiro à participação e acesso;
  • Incremento de receita – Quando os objetivos estratégicos se alinham e os recursos se complementam, o que, por sua vez, podem render novos fluxos de receita que não existiriam sem investimento;
  • Ampliar a oferta de serviços – Habilidades completares podem ser exploradas por ambos os parceiros sem a necessidade e custo de desenvolver conhecimento ou contratar novos quadros;
  • Dar acesso a novas tecnologias e conhecimento – Pelo lado da inovação, temos o acesso e repasse de conhecimento ou tecnologia para o desenvolvimento da atividade complementar, oferecida pelo parceiro. Ou até, como instrumento de prospecção de novos clientes para o mesmo; e
  • Otimiza os processos internos – como compartilhamento de informações, cria estratégias que otimizam processos e a produtividade. E desta forma aumentando a competitividade.

Uma boa parceria.

Por isso, com uma presença em um maior espaço geográfico e alcance, se dá uma aquisição mais elevada de novos clientes, possibilitando um aumento de receita, com acesso a novas tecnologias estratégicas e otimização de recursos, o resultado é maior competitividade e, por consequência, mais elevado o faturamento.

Sem falar que uma boa parceria comercial garante maior exposição da marca, trazendo mais visibilidade no mercado. Ambos os parceiros, conseguem obter diferenciação das respectivas concorrências proporcionando a soma de qualidades de cada uma das empresas aos clientes comuns, tornando as empresas envolvidas, empreendimentos mais completos, eficiente e eficazes.

Temos o nosso Programa Parceiro OSA e estamos sempre abertos a dialogar sobre as possibilidades que geram ganhos para ambas as partes. Vamos conversar?

Como um Estudo de Viabilidade muda o mundo?

Como um Estudo de Viabilidade muda o mundo?

Análise ou Estudo de Viabilidade deveria ser uma etapa anterior a qualquer projeto, seja para implantação, expansão, criação, desenvolvimento, de um produto, serviço ou empreendimento. Com a finalidade de aferir e/ou validar a relevância e viabilidade de uma ideia, desta forma, saber se o investimento de tempo e capital valerá a pena ou não.

Quando vemos a realidade, poucos são os que preparam para realizar um Estudo de Viabilidade, seguem o feeling pois “será impossível não dar certo” e, as vezes esse sentimento se torna frustação e perda de recursos, quando não, dívidas e obrigações, ou pior, problemas financeiros duradouros.

Geralmente o sentimento de quem “fracassa” é nunca mais empreender, achar que não tem competência para tanto, embora sejam nos erros que se pavimenta a experiência para grandes resultados.

Duvidar não é a palavra para ser usada quando se cogita um Estudo de Viabilidade, mas sim, Certificar é a mais assertiva. Ou seja, atestar a viabilidade da ideia não é duvidar se a mesma será viável ou inviável, dito isso existem níveis de viabilidade que são atestados por indicadores financeiros tais com a TIR (Taxa Interna de Retorno), o VPL (Valor Presente Líquido) e tempo de retorno do capital investido (Payback).

O Estudo de Viabilidade auxilia na tomada de decisão onde, os estudos mais completos (como o realizado pela OSA Consultoria), trazem o estudo do mercado como fator diferencial para mensurar a primeira e talvez principal etapa para a viabilidade, que é a validação se existe mercado para absorver a demanda.

Deve-se lembrar que o Estudo remete a estimar ou projetar com base em dados e informações reais buscando respostas a ideias presentes no campo hipotético. Desta forma, existe margens de erro que são minimizadas quanto mais detalhada for a fonte de informação e menor a probabilidade de desvios quanto mais acurados os dados.

O EVTE e o seu efeito em cadeia.

Cientes de todos os fatos aqui descritos, vamos fazer um teste de raciocínio lógico: se todos os empreendimentos, antes de saírem da abstração, forem realizados Estudo de Viabilidade, quantos de recursos poderiam ser economizados ou retornos multiplicados? Quantas ideias adaptadas ou novas surgiriam quando a viabilidade dos antigos pensamentos se provarem não tão vantajosos? E, por consequência, quanto empregos poderiam ser gerados? Sem falar no desenvolvimento do entorno desses empreendimentos quando os projetos, apoiados em Estudos sólidos dão certo? Sem falar nas cadeias produtivas que poderiam ser criadas ou maximizadas…

Enfim, um simples Estudo de Viabilidade possibilita estimar o que ainda não aconteceu e comparar com as “n” possibilidades que podem ocorrer, desta forma, escolher o melhor caminho ou evitá-lo, se for o caso.

A One Step Ahead sabe da importância deste trabalho para a mudança positiva dos clientes e o seu efeito multiplicador no crescimento dos mesmos, da nossa sociedade, consequentemente do mundo. Na hora de tirar as ideias do papel cogite verdadeiramente em realizar um Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE) conosco! Somos especialistas nesse produto e acreditamos que seremos o diferencial entre um possível “fracasso” e um grande SUCESSO.

Controles Financeiros: Termômetro para o sucesso da sua empresa

Controles Financeiros: Termômetro para o sucesso da sua empresa

A II Semana da Moda, evento produzido pelo Sebrae/PE, está trazendo no dia 26/04/2022 a palestra Controles Financeiros: Termômetro para o sucesso da sua empresa. Nesta palestra, além de abordarmos o tema iremos conversar sobre os principais problemas financeiros que afligem as empresas, com base nas experiências acumuladas por nossa consultora e palestrante deste evento, Tatiana Oliveira.

Você conhece os principais tipos de controles financeiros?

As pessoas costumam confundir controle financeiro com redução de gastos. Porém, de fato, o controle financeiro envolve ações, dentre as principais é verificar se o que foi estabelecido no planejamento das finanças da empresa está efetivamente sendo executado e, desta forma, avaliar se a empresa precisa corrigir suas estratégias e tomar decisões.

Para realizar um bom controle financeiro, é importante separar e organizar as finanças por áreas e registrar os eventos diariamente. Também é necessário ser realizar uma boa gestão dos recursos, e nunca cair na tentação de misturar contas da empresa com contas pessoais, por ser mais simples e prático. Assim como realizar pagamentos em dia, buscar descontos, e negociar com os credores e parceiros, enfim, tudo que se espera de um bom gestor de empresas.

Desta forma, vamos apresentar os principais controles que podem ser utilizados para uma gestão financeira estratégica, são eles:

  • O fluxo de caixa;
  • A gestão de contas a pagar e receber;
  • O controle do capital de giro;
  • O balanço patrimonial;
  • O demonstrativo do resultado do exercício (DRE); e
  • A gestão de notas fiscais.

Embora, por lei, nem todas as empresas sejam obrigadas a realizar tais controles realizar o balanços e demonstrativos são ferramentas úteis a gestão financeira do empreendimento. Vamos falar mais um pouco de cada um desses controles na palestra, você não pode perder.

Experiência faz a diferença!

Outra parte que não pode faltar na palestra é os principais problemas financeiros enfrentados pelas MPEs com base nas experiências de atendimentos de consultoria realizados por Tatiana Oliveira no Marco da Moda e no Sebrae/PE. São anos de casos que serão retratados no evento, com foco em empresas do segmento da moda, mas que também são comuns em demais empresas.

A II Semana da Moda, é um evento realizado pelo Sebrae/PE, uma semana inteirinha de palestras, oficinas e mentorias para você que é, ou deseja ser, do setor de varejo de moda. A participação da One Step Ahead Consultoria (OSA Consultoria) será dia 26 de abril de 2022. Coloque na sua agenda, participe, se inscreva no link, só clicar aqui!

Sobre

A One Step Ahead Consultoria e Gestão Empresarial, carinhosamente chamada de OSA é formada por três economistas com diferentes especializações que se complementam no conhecimento quando o assunto é consultoria financeira.

OSA Social

A OSA Social integra e permeia toda a empresa de forma tangível e intangível.
Em cada projeto que aceitamos vemos as contribuições que o mesmo pode agregar a sociedade, ressaltando e orientando as ações econômicas para esta finalidade. Elaboramos e participamos de projetos com alto impacto socioambiental de forma gratuita, oferecemos palestras sem custos através do nosso braço de educação e aperfeiçoamento, além de outras ações.

Interessado em nossos Serviços?

Siga-nos nas Redes Sociais

Siga-nos nas Redes Sociais